Ministério da Cultura, Governo do Estado do Espírito Santo, Petrobras e BNDES apresentam:


Galpão Produções e IBCA lançam site e nova identidade visual

Em 2015, a Galpão Produções e o Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA) estreiam suas novas marcas e identidades visuais. Com quase 20 anos de existência, essas duas instituições irmãs atuam na concepção e realização de projetos artístico-culturais tendo o audiovisual como principal área de atuação. O novo visual, que poderá ser conferido tanto no novo site quanto nos materiais promocionais e de papelaria, foi concebido pelo estúdio de design OPARQUE e buscou dar destaque à contemporaneidade e versatilidade das ações empreendidas pela Galpão e pelo IBCA.

Para a diretora da Galpão Produções e do IBCA, Lucia Caus, a nova identidade visual representa um momento de amadurecimento das duas instituições: “ao longo dessas duas décadas, conquistamos um espaço significativo e reconhecido no mercado cultural capixaba. A criação e implementação do novo visual vêm para marcar e celebrar esse momento de consolidação e maturidade de nossas duas instituições”.

Marca Galpão

Para a equipe d’OPARQUE, o principal desafio encontrado ao longo do processo foi alinhar a formalidade e credibilidade de instituições donas de uma trajetória de quase vinte anos de mercado com o experimental, o despojado e o informal que tanto caracterizam o seu espaço físico, de seus parceiros e colaboradores e de seus produtos e serviços. Para isso, a criação da nova identidade buscou um equilíbrio sensato entre o racional – geométrico, preciso e sofisticado – com o emocional – orgânico, expressivo e humanizado.

O primeiro passo para o desenvolvimento da nova identidade visual foi a elaboração de um diagnóstico feito de maneira co-criativa com equipe de colaboradores da Galpão Produções e do IBCA, por esse público deter uma visão panorâmica sobre o universo das duas instituições, sobre sua história e seus valores.

galpao

Mapa sensorial da Galpão Produções.

A reformulação visual também buscou integrar a linguagem da nova marca da Galpão à assinatura do IBCA. Dessa forma, as duas marcas passaram a dialogar, podendo ser usadas juntas ou separadamente. “Trouxemos também novos valores que partiram da semântica da palavra “Galpão”, como algo amplo, que contém ideias. Procuramos representar esses atributos principalmente no desenho do logotipo, que traz na limpeza e no espaçamento entre as letras o sentido de amplitude”, explica Juliana Lisboa, designer e sócia-proprietária d’OPARQUE.

versões-logo