Ministério da Cultura, Governo do Estado do Espírito Santo, Petrobras e BNDES apresentam:


Jovem de São Mateus vence o 16º Concurso de Roteiro Capixaba

20/10/2014

O roteiro da ficção “Intenso”, de Ricky de Oliveira Negreiros (foto), foi o vencedor do 16º Concurso de Roteiro Capixaba do Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo. Natural e morador de São Mateus, Ricky tem 24 anos, é cineclubista e marcará sua estreia na direção autoral com a realização de “Intenso”. Este ano, o Concurso de Roteiro recebeu 27 inscrições e concederá um prêmio no valor de R$20 mil para a realização de um curta-metragem que será apresentado na 22ª edição do Festival de Vitória.

História de um casal de namorados em despedida, já que um deles vai se mudar para outra cidade para fazer faculdade, “Intenso” vai ser inteiramente produzido em São Mateus. Ricky pretende equipe técnica local em todo o processo de produção do curta-metragem e usar atores amadores para interpretar os personagens da história.

O roteiro de “Intenso” diz muito sobre a biografia do próprio autor que, em 2013, experimentou a sensação de deixar de viver em São Mateus para estudar Artes Visuais na Universidade Federal do Maranhão. Antes da conclusão do curso, Rick voltou para o Espírito Santo e trouxe na bagagem a vontade começar a se expressar de forma autoral. “Tive contato pela primeira vez com audiovisual aos 15 anos fazendo vídeos para peças de teatro na escola. A partir daí não quis mais parar. Hoje trabalho com publicidade. Falo com os amigos que faço tudo, menos vídeo de casamento, e toco o cineclube ‘Ovelha Negra’”, explica Negreiros.

A ideia de Rick é por uma produtora audiovisual para funcionar em São Mateus. Para tanto, em “Intenso”, o autor premiado deve usar técnicos locais com quem trabalha frequentemente na realização do curta e atores amadores para interpretar os personagens centrais. “Gostaria que o público se identificasse ao máximo com os diálogos e simplicidade dos locais a serem filmados”, defende Ricky.

Já em fase de pré-produção, o roteiro de “Intenso” vai ser gravado em novembro e vai estrear no Festival de Vitória no ano que vem. “Fico extremamente maravilhado com essa ideia que antes era só um sonho e agora é realidade, acredito que não existe palavras que definam essa realização. Essa é a oportunidade que todo cineasta deseja, que exista um publico a sua espera, e quero poder atingir as expectativas com muita dedicação e zelo por essa responsabilidade”, disse Rick.

As propostas inscritas no 16º Concurso de Roteiro Capixaba foram avaliadas por um júri técnico composto por três profissionais da área, a roteirista gaúcha Ana Johann, o produtor capixaba Bob Redins e a especialista em gestão do entretenimento e relações internacionais Ana Paula Dourado Santana. O autor contemplado deverá utilizar o recurso para custear o orçamento do projeto com a produção do filme, como o pagamento de aluguel de equipamentos, finalização, contratação de equipe, entre outras despesas.

Sobre o Concurso de Roteiro Capixaba

Uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA), o 16º Concurso de Roteiro Capixaba é um mecanismo de incentivo ao mercado local de cinema, pois, todos os anos, viabiliza o financiamento de um curta-metragem nos gêneros ficção ou de documentário. A cada ano, são selecionadas as melhores ideias com potencial para se tornar um filme e, assim, valorizando o mercado cinematográfico capixaba. Para a diretora do Festival, Lucia Caus, um dos objetivos do concurso é contribuir para aquecer o cenário da produção audiovisual no Espírito Santo: “o festival proporcionou que muitos realizadores concretizassem o projeto de um filme, muitas vezes o primeiro de uma carreira profissional de destaque no audiovisual”.

Como um espaço para revelação de novos talentos do audiovisual, o Concurso patrocinou os seguintes filmes: Macabéia(1998) – Roteiro: Erly Vieira Jr; Escolhas (1999) – Roteiro: Ana Cristina Murta; Mundo Cão(2000) – Roteiro: César Chaia, Marcelo Martins, Sérgio Marangoni, Poliana Côgo e Sáskia Sá; Manoela (2001) – Roteiro: Aristeu Carlos Simões; A Passageira (2002) – Roteiro: Glecy Coutinho; Primeira Paróquia do Cristo Sintético (2004) – Roteiro: Gabriel Menotti; Vanessa(2005) – Roteiro: Rebecca Monteiro Tosta; Agrados para Cloê (2006) – Roteiro: Jefinho Pinheiro; Dia de Sol (2007) – Roteiro: Virgínia Jorge; Raiz que Racha a Rua (2008) – Roteiro: Alexandre Serafini; A Ladeira (2009) – Roteiro: Iza Rosemberg; Pela Parede (2010) – Roteiro: Lucas Bonini e Wayner Tristão (imagem acima); Pique Esconde (2011) – Roteiro: Dominique Lima; e Doppelganger (2012) – Roteiro: Giandro Gomes. Em 2013, Jefinho Pinheiro venceu o prêmio pela segunda vez com o roteiro de Talvez Amanhã.