Ministério da Cultura, Governo do Estado do Espírito Santo, Petrobras e BNDES apresentam:


Oficinas de Cinema: espaço para formação audiovisual no 21º Festival de Vitória

17/09/2014

Além de exibir uma variada e extensa programação de filmes, o Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo (VCV) contou com ações de formação na área audiovisual: as Oficinas de Cinema. Conduzidas por profissionais renomados, essas atividades resultaram em quatro curtas-metragens produzidos como exercícios das oficinas de Roteiro, Produção e Direção. Divididos em grupos, os 60 alunos das Oficinas vivenciaram as principais etapas de realização audiovisual entre os dia 12 e 16 de setembro. Ao final da matéria, assista aos vídeos “A sombra da mobilidade”, “Sem título”, “Sr. Alfredo” e “2:00” realizados produzidos pelos participantes das Oficinas.

As Oficinas reuniram estudantes do ensino médio, de cinema, trabalhadores da cadeia produtiva audiovisual e outros interessados em geral. Essas atividades de formação foram conduzidas contaram com a orientação de José Roberto Torero (roteiro), Sáskia Sá (produção) e Jorge Bodanzky (direção) que apresentaram aos participantes os principais conceitos para a escrita de roteiros, para a direção de filmes e sobre as etapas para a produção de um filme. Como exercício, os participantes das Oficinas realizaram exercícios práticos que culminaram na realização de quatro vídeos realizados integralmente pelos participantes das oficinas, do roteiro a edição.

Pela segundo ano consecutivo a estudante de ensino médio Bárbara Fontyboa de Carvalho participa das Oficinas: “ano passado participei da Oficina de Roteiro e foi muito importante, entendi que precisa haver conhecimento técnico para fazer um roteiro.” Nesta edição, Carvalho fez a Oficina de Direção. “Voltei porque queria entender melhor o papel do diretor e suas ações. As oficinas me ajudaram a decidir a fazer um curso de cinema para continuar produzindo”, disse a estudantes.

“As oficinas são um momento muito importante de introdução, principalmente para jovens que querem entender um pouco mais sobre a prática audiovisual”, explica Jorge Bodanzky, aclamado diretor de cinema e responsável pela oficina de direção. Bodanzky ainda enfatiza a importância de espaços de formação nos festivais de cinema. Para ele, o objetivo dos festivais precisa extrapolar a formação de público e também enfatizar a formação de novos realizadores, como o Festival de Vitória tradicionalmente faz.

“O Festival é um espaço privilegiado para a formação de novos realizadores porque temos muitos profissionais da cadeia produtiva reunida. Deve e precisa ser um momento de troca de experiências para além da formação de plateia”, conclui o diretor.

Uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA), o Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo aconteceu entre os dias 12 e 17 de setembro, em Vitória, e conta com o patrocínio do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da Petrobras e da Rede Gazeta.

São parceiros do evento o Governo do Espírito Santo – por meio de sua Secretaria de Estado da Cultura, o Instituto Sincades, a Prefeitura Municipal de Vitória e o Canal Brasil. O Festival também conta com o patrocínio da Lei Rubem Braga / Prefeitura de Vitória com apoio da ArcelorMittal foi contemplado na seleção pública do Programa Petrobras Cultural.

Assista aos vídeos produzidos durante as oficinas: