Ministério da Cultura, Governo do Estado do Espírito Santo, Petrobras e BNDES apresentam:


Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo divulga filmes premiados na noite de encerramento

17/09/2014

Noite de alegria e celebração marcam o encerramento do Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo. A Cerimônia de Premiação foi realizada nesta quarta-feira (17) no Theatro Carlos Gomes. Na ocasião, foram anunciados os filmes premiados pelo júri técnico e pelo júri popular. Ao todo, foram distribuídos 28 Troféus Marlin Azul e quatro Menções Honrosas contemplando 21 filmes (confira a lista completa dos premiados no final da matéria). Antes da entrega dos prêmios, o público prestigiou a exibição do longa-metragem “Macunaíma”, filme clássico de Joaquim Pedro de Andrade, e que encerra as homenagens ao ator e diretor Paulo José. Fechando a programação, o público ainda balançou o corpo ao som do DJ Asé e da Festa Pindorama que tocaram seus sets no lounge do 21º VCV.

macunaímaAs apresentadoras da última sessão foram a atriz Bel Kutner e a cantora Flávia Mendonça. Antes da premiação dos filmes,  o 21º Festival de Vitória também rendeu homenagem a Nonato Freire, profissional que integra a equipe do Festival há 10 anos.

Iniciado na última sexta-feira (12), o Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo trouxe para Vitória uma extensa e variada programação em torno da arte cinematográfica com mostras, debates, lançamentos, oficinas, concursos e homenagens. Ao longo de seis dias, foram mais de 40 de exibições de curtas e longas-metragens vindos de 12 estados brasileiros. Participaram do 21º VCV cerca de 80 filmes que foram distribuídos em nove mostras competitivas e paralelas.

As sessões e outras atividades do Festival de Vitória chegaram a movimentar um público estimado em 20 mil pessoas. Para Lucia Caus, diretora do Festival, o espaço com menos assentos para a plateia em relação aos anos anteriores não comprometeu a qualidade do evento. “Este ano, além de anteciparmos o Festival, realizamos as suas principais sessões em um espaço menor que o das edições passadas. Mas também avançamos com a criação de novas mostras voltadas para públicos que frequentavam o VCV de maneira ainda tímida. Isso ampliou as janelas de exibição para o cinema brasileiro e ainda atraiu novos espectadores”, disse Lucia.

A cada ano, o Festival de Vitória – Vitória Cine Vídeo tem se firmado como um dos mais importantes e reconhecidos eventos para o audiovisual brasileiro. Graças à sua realização, Vitória se transforma na capital nacional do cinema por uma semana. Este ano, o evento recepcionou em torno de 100 convidados vindos de  outros estados entre diretores, atores, jornalistas, críticos e produtores. Com a sua realização no Centro Histórico da Capital Capixaba e integrada com o Viradão Cultural – evento promovido pela Prefeitura de Vitória, o Festival contribuiu com a revitalização cultural e com a vida artística da cidade.

Os filmes premiados

As atrizes Marcelia Cartaxo e Zezita Matos fazem parte do elenco de "A História da Eternidade", de Camilo Cavalcante - filme premiado como Melhor Longa-Metragem do 21º VCV

As atrizes Marcélia Cartaxo e Zezita Matos fazem parte do elenco de “A História da Eternidade”, de Camilo Cavalcante – filme premiado como Melhor Longa-Metragem do 21º VCV

Contemplado com três Troféus Marlin Azul, o grande vencedor da noite foi a produção pernambucana “A História da Eternidade”, de Camilo Cavalcante, que competiu na 4ª Mostra Nacional Competitiva de Longas. Essa ficção levou os prêmios de Melhor Filme (longa-metragem), Melhor Direção (longa-metragem) e Melhor Interpretação, este último pela atuação do ator Irandhir Santos.

Os outros longas premiados foram o híbrido de documentário e ficção “Branco Sai, Preto Fica”, de Adirley Queiroz, com o Melhor Roteiro e Melhor Contribuição Artística pelo desenho sonoro; e a ficção paraibana “Batguano”, de Tavinho Teixeira, com o Prêmio Especial do Júri. Já o Prêmio do Júri Popular foi o filme capixaba estreante “Entreturnos”, de Edson Ferreira.

Entre os concorrentes da 18ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas, a produção carioca “O Clube”, de Allan Ribeiro, arrematou o prêmio de Melhor Filme e, pelo elenco do filme, também ficou com a prêmio de Melhor Ator.

A ficção  mineira “Quinze” também foi premiada em duas categorias: de Melhor Roteiro, para o diretor e roteirista Maurílio Martins, e de Melhor Atriz pela interpretação de Karine Teles. Entre os capixabas da Mostra Competitiva de Curtas, duas produções também levaram o Troféu Marlin Azul: “A Cor do Fogo e a Cor da Cinza”, de André Félix, recebeu o Prêmio Especial do Júri; e “No devagar depressa do tempo”, de Eliza Capai, ficou com o Prêmio do Júri Popular.

E por falar em capixaba, o vencedor como Melhor Filme da 3ª Mostra Foco Capixaba foi o curta “Vitória F.C.”, de Vitor Graize e Igor Pontini. Esse documentário traz o registro do centenário do Vitória Futebol Clube, o time mais antigo do Espírito Santo.

A 4ª Mostra Quatro Estações, sessão dedicada a filmes sobre a diversidade sexual e de gênero, concedeu o Troféu Marlene ao curta-metragem pernambucano “Canto de Outono”, de André Antônio. O júri da 3ª Mostra Corsária elegeu três filmes para serem premiados sem ordem de classificação: “Dia Branco”, de Thiago Ricarte; “O Porto”, de Clarissa Campolina, Julia de Simone, Luiz Pretti e Ricardo Pretti; e “Estudo em Vermelho”, de Chico Lacerda.

Outras três mostras ainda concederam prêmio de júri popular. Na Mostra Outros Olhares a produção escolhida pelo público foi “Mulheres do Congo”, de Sandy Vasconcelos. As crianças e adolescentes do 15º Festivalzinho de Cinema elegeram a ficção “#Apaixonadinho” como o Melhor Filme da mostra. Na 1ª Mostra de Animação  a produção premiada foi “Guida”, de Rosana Urbes.

Vencedores dos Concursos
Além da premiação de filmes, foram anunciados também os vencedores dos três concursos do Festival. O 3° Concurso de Mídias Alternativas, dentre 29 vídeos inscritos, concedeu o Troféu Marlin Azul e o prêmio de 01 aparelho IPhone 5 para o vídeo “Amor ao Cubo”, de Rafael Jardim. Pela soma dos votos na internet, através do site do Festival, recebeu Certificado de Premiação – Júri Popular o vídeo “Condenados”, de Sandy Vasconcelos.

Do 16° Concurso de Roteiro Capixaba saiu vencedor o roteiro “Intenso”, de Ricky Fundão de Oliveira Negreiros, que recebe R$20 mil reais do festival para produção do curta-metragem proposto no roteiro. O filme realizado através do incentivo do Concurso será exibido na edição de 2015 do Festival de Vitória. O Roteiro foi selecionado entre 28 propostas inscritas na 16ª edição do Concurso.

Também com 28 inscrições, o 1º Concurso Nacional de Web Séries premiou o projeto de ficçao “Botolovers”, de Caroline Fioratti. Essa produção baiana tem como roteiro o cotidiano de um trio de personagens que vivem um relacionamento amoroso a três. O júri do concurso ainda concedeu menções honrosas para as séries “Retratos”, de Rafael Jardim, e “Raiz Forte”, de Charlene Bicalho.

Uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA), o Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo acontece entre os dias 12 e 17 de setembro, em Vitória-ES. Esse evento conta com o patrocínio do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, do BNDES, da Petrobras e da Rede Gazeta.

São parceiros do evento o Governo do Espírito Santo – por meio de sua Secretaria de Estado da Cultura, o Instituto Sincades, a Prefeitura Municipal de Vitória e o Canal Brasil. O Festival conta com o apoio da Link Digital e com patrocínio da Lei Rubem Braga / Prefeitura de Vitória com apoio da ArcelorMittal, e foi contemplado na seleção pública do Programa Petrobras Cultural.

RESULTADO DA PREMIAÇÃO
Festival de Vitória  – 21º Vitória Cine Vídeo

4ª Mostra Competitiva Nacional de Longas
Troféu Marlin Azul – Melhor Filme: “A História da Eternidade”, de Camilo Cavalcante.
Troféu Marlin Azul – Melhor Direção: Camilo Cavalcante, por “A História da Eternidade”
Troféu Marlin Azul – Melhor Interpretação: Irandhir Santos, por “A História da Eternidade”, de Camilo Cavalcante
Troféu Marlin Azul – Melhor Roteiro: Adirley Queirós, por “Branco Sai. Preto Fica”, de Adirley Queiróz
Troféu Marlin Azul – Contribuição Artística (Desenho de som): “Branco Sai, Preto Fica”, de Adirley Queiróz
Troféu Marlin Azul – Prêmio Especial do Júri: “Batguano”, de Tavinho Teixeira
Troféu Marlin Azul – Júri Popular: “Entreturnos”, de Edson Ferreira.

18ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas
Troféu Marlin Azul – Melhor Filme: “O Clube”, de Allan Ribeiro
Troféu Marlin Azul – Melhor Atriz: Karine Teles, por “Quinze”, de Maurílio Martins
Troféu Marlin Azul – Melhor ator: o elenco de “O Clube”, de Allan Ribeiro
Troféu Marlin Azul – Direção de Arte: Juliano Dornelles, por “Loja de Répteis”, de Pedro Severien
Troféu Marlin Azul – Montagem: Gabriel Martins, por “Mundo Incrível Remix”, de Gabriel Martins
Troféu Marlin Azul – Concepção Sonora: Dênio de Paula Thiago Camargo, por “Viagem na Chuva”, de Wesley Rodrigues
Troféu Marlin Azul – Roteiro: Maurílio Martins, por “Quinze”, de Maurílio Martins
Troféu Marlin Azul – Fotografia: Juliane Peixoto e Filipe Acácio, por “O Completo Estranho”, Leonardo Moramateus
Troféu Marlin Azul – Melhor Direção: Gustavo Vinagre, por “La Llamada”
Troféu Marlin Azul – Prêmio Especial do Júri: “A Cor do Fogo e a Cor da Cinza”, de André Félix
Troféu Marlin Azul – Júri Popular: “No Devagar Depressa do Tempo”, de Eliza Capai

3ª Mostra Foco Capixaba
Troféu Marlin Azul –  Melhor Filme: “Vitória F.C.”, de Vitor Graize e Igor Pontini

4ª Mostra Quatro Estações
Troféu Marlene: “Canto de Outono”, de André Antônio

3ª Mostra Corsária
Troféu Corsário: “Dia Branco”, de Thiago Ricarte
Troféu Corsário: “O Porto”, de Clarissa Campolina, Julia de Simone, Luiz Pretti e Ricardo Pretti
Troféu Corsário: “Estudo em Vermelho”, de Chico Lacerda
Menção Honrosa: “Multidões”, de Camila Vieira.

Mostra Outros Olhares
Troféu Marlin Azul – Júri Popular: “Mulheres do Congo”, de Sandy Vasconcelos

15º Festivalzinho de Cinema
Troféu Marlin Azul – Júri Popular: “#Apaixonadinho”, de Alexandre Estevanato

1ª Mostra de Animação
Troféu Marlin Azul – Júri Popular: “Guida”, de Rosana Urbes

3º Concurso de Mídias Alternativas
Troféu Marlin Azul – Melhor Mídia + Iphone 5 (Júri Técnico): “Amor ao Cubo”, de Rafael Jardim
Certificado de Premiação – Melhor Mídia (Júri Popular): “Condenados”, de Sandy Vasconcelos
Menção Honrosa: ao conjunto da obra de Marina Hungria, que competiu com os filmes “Encontro”, “A Fome”, “Às Vezes”, “Passagem Secreta” e “Miragem Alta”.

16º Concurso de Roteiro Capixaba
Roteiro Vencedor: “Intenso”, de Ricky Fundão de Oliveira Negreiros

1º Concurso Nacional de Web Séris
Troféu Marlin Azul – Melhor Web Série: “Botolovers”, de Caroline Fioratti
Menções Honrosas: “Retratos”, de Rafael Jardim, e “Raiz Forte”, de Charlene Bicalho